Enquanto a régua da inflação não sobe, selecionamos cinco versões de subcompactos e compactos que custam até R$ 50 mil e são uma boa opção dentro do mercado brasileiro. Estes preços são sugeridos ao público pelas montadoras, porém, na revenda, é possível barganhar bons descontos, principalmente nos modelos que estão prestes a mudar.

Volkswagen Up! 1.0 MPI

Preço: R$ 49.590
Motor: 1.0 12V
Potência: 82/75 cv
Torque: 10,4/9,7 kgfm a 3.000 rpm
Consumo PBEV: 9,6 e 10,6 km/l (A) / 14,2 e 15,3 km/l (G)
Prós: Dirigibilidade, consumo, desempenho em baixa e estabilidade
Contras: Espaço interno e manutenção

Para quem não precisa de muito espaço, o Up! 1.0 MPI é uma pedida de popular de até R$ 50 mil. O modelo tem um dos melhores acertos do segmento, com ótimo comportamento dinâmico, motor três canecos com força interessante em baixos giros e suspensão bem calibrada para o buraco da cidade e o equilíbrio na curva.

O veículo vem com ar, direção elétrica, trio, Isofix, luzes diurnas e som. O acabamento é simples e o custo de manutenção não é dos mais competitivos da categoria.

Hyundai HB20 Comfort Plus com Blue Media

Preço: R$ 48.990
Motor: 1.0 12V
Potência: 80/75 cv
Torque: 10,2/9,4 kgfm a 4.500 rpm
Consumo PBEV: 8,5 e 9,9 km/l (A) / 12,5 e 14,1 km/l (G)
Prós: Acabamento, posição de dirigir, desempenho em alta
Contras: Vai mudar em breve e acerto da suspensão

O Hyundai HB20 é um dos modelos que vai mudar em setembro. Muitas revendas já estão liquidando o carro e a versão Comfort Plus é uma boa pedida abaixo dos R$ 50 mil.

O modelo vem com uma central blueMedia, porém a TV digital e o espelhamento de celular são opcionais, além de ar, direção elétrica, trio (com vidros traseiros elétricos também) e Isofix.

O motor de três cilindros trabalha melhor em altos giros e o HB20 tem um dos acabamentos mais caprichados em relação aos rivais. O acerto macio da suspensão compromete o equilíbrio do hatch. Mesmo prestes a mudar, ele ainda é um bom negócio entre os carros populares.

Renault Sandero Zen 1.0

Preço: R$ 49.990
Motor: 1.0 12V
Potência: 82/79 cv
Torque: 10,5/10,2 kgfm a 3.500 rpm
Consumo PBEV: 9,5 e 9,6 km/l (A) / 14,2 e 14,1 km/l (G)
Prós: Espaço interno, manutenção e custo-benefício
Contras: Posição de dirigir

O Sandero acabou de mudar e é um dos melhores carros populares até R$ 50 mil. As versões foram renomeadas e a intermediária com motor 1.0 é a Zen que recebe ar, direção eletro-hidráulica, vidros dianteiros e travas elétricos, Isofix e central multimídia com conectividade de smartphone. Outros itens de série são o comando satélite no volante, sensor de estacionamento, ajustes de altura do banco e volante, computador de bordo e alarme.

Ademais, tem-se o hatch nessa faixa de preço com o melhor espaço interno possível. O motor três-cilindros SCe oferece rodar bem mais suave e econômico, entretanto a posição de dirigir e o acabamento são sofríveis.

Ford Ka SE Plus 1.0

Preço: R$ 49.790
Motor: 1.0 12V
Potência: 85/80 cv
Torque: 10,7/10,2 kgfm a 3.500 rpm
Consumo PBEV: 9,2 e 10,7 km/l (A) / 13,4 e 15,5 km/l (G)
Prós: Comportamento dinâmico, desempenho, acerto da suspensão e posição de dirigir
Contras: Isolamento acústico e custo de manutenção

O Ka oferece um pacote interessante entre os melhores carros populares até R$ 50 mil. Dispõe do ótimo motor tricilíndrico com acerto bem firme da suspensão, boa rigidez de carroceria, posição de dirigir ergonômica e câmbio com engates precisos e curtos.

O Ka SE Plus fica no limite, porém é a mais recheada dentro da faixa, com ar, direção elétrica, trio (vidros nas quatro), Isofix e a central Sync destacada do painel. O isolamento acústico deixa a desejar e falta capricho nos encaixes do acabamento.

Fiat Argo 1.0

Preço: R$ 49.790
Motor: 1.0 6V
Potência: 77/72 cv
Torque: 10,9/10,4 kgfm a 3.250 rpm
Consumo PBEV: 9,1 e 10,4 km/l (A) / 13,0 e 14,7 (G)
Prós: Acabamento, posição de dirigir, conforto e desempenho em baixa
Contras: Equipamentos e engates do câmbio

Um projeto moderno, com nível de acabamento superior e espaço relativamente maior e que custa até R$ 50 mil. Tudo isso é possível com a versão de entrada do Argo, o hatch que a Fiat posiciona como compacto premium.

O motor Firefly tem boa disposição em baixos giros e o conforto é garantido pelo acerto eficiente da suspensão, que filtra bem os buracos. O problema é que, para entrar nessa lista, temos a versão mais pelada do hatch, que chega apenas com ar, direção elétrica, vidros dianteiros, travas elétricas e chave tipo canivete. Pré-disposição para som e até desembaçador e limpador dos vidros traseiros são opcionais.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here