Novo modelo da Citroen SUV compacto deve chegar ao Brasil em 2021.

Com lançamento na Índia e repleto de designs inspirados no modelo C3 europeu, novo Citroen SUV promete chegar para fazer “barulho”

 

Decidida a manter seu foco apenas voltado para o mercado de veículos indiano, mais precisamente para a companhia Citroen, a PSA tem como a sua principal estratégia junto a remoção da marca Peugeot fazer com que o grupo francês possa ter outras oportunidades dentro do segmento em SUVs em tamanhos abaixo de 4 metros.

Tentando expandir seu mercado e torna-lo cada vez mais competitivo, a Citroen tem como objetivo dar um passo maior em relação aos seus modelos já criados e comercializados, a ideia é trazer algo inovador e chamativo e para isso, deverá apresentar seu novo modelo compacto fora outros lançamentos, tudo isso nos próximos 2 anos. 

Com isso, as operações em territórios indianos da Citroen para lançamento do novo modelo deverão ter seu inicio no ano que vem, mais precisamente no mês de maio de 2020 com a apresentação do modelo SUV médio C5 Aircross.

O segundo lançamento da companhia contará com o modelo SUV subcompato, modelo este que estará a disposição somente a partir do ano de 2021 pois existem ainda alguns passos para esse projeto vir realmente a tona. 

Com cerca de até 4 metros de comprimento, ele entrará no mercado para então disputar forças contra os seus considerados principais concorres que são os modelos Ford EcoSport, Hyundai Venue, mini Jeep Renegade e também o mini Volkswagen T-Cross.

Pensando nesse caso, a ideia seria poder criar um modelo Citroen SUV compacto junto a essa categoria, como ofereceu nota a revista inglesa Autocar Índia.

A base do projeto tem como inspiração o modelo C3, que poderá surgir em meados de 2021, fazendo com que a sua produção possa se expandir para outras regiões em especial a América latina mais precisamente para o Brasil. 

Contudo a plataforma não será como fora vista no modelo C3l, porém a PSA tem no momento a CMP, que foi designada e elaborada a fim de poder criar uma parceria com a Dongfeng  sustentando todos os veículos compactos da companhia Citroen.

Embora a redução de gastos e o custo considerado mais baixo seja a priori na Índia, todos os projetos elaborados em que a maior parte ainda esteja no papel, todos eles já se encontram em pleno acordo com os considerados padrões globais. 

O SUV deverá conter um padrão de carroceria mais quadrada assim como do modelo C3 Aircross.

Seus faróis devem ser divididos e o seu teto apresentará uma pintura com aspecto contrastante, da mesma maneira em que é o modelo C4 Cactus, todas cogitações que devem ser praticamente certas.

Sobre o nome do veículo, tudo indica que o modelo deverá se chamar C2 Aircross.

A Citroen com isso terá 94% de índice de nacionalização contando com motores Puretech 1.2 que oferecem de 85 a 112 cavalos de potencia máxima, e também um motor a base de diesel 1.5 BlueHDi que proporciona até 102 cavalos de potência máxima. 

Muito esperada mas não concretizada, esta sendo aguardada uma caixa manual de seis marchas juntamente a uma opção automática.

Se isso de fato ocorrer realmente a nível global, o Brasil será um dos principais destinos do crossover francês, sendo o fim do modelo Aircross que ocuparia o espaço do C3. 

Agora amantes do modelo que não residem na Índia, poderão sim ter acesso a compra do SUV, já que a sua comercialização terá um alcance considerado global.

Uma grande exportação esta sendo cogitada para países da América Latina, onde em todo o Sul será o principal foco em vendas.

Relatando novamente então sobre o modelo compacto, como já falado de ante-mão, ele não terá mais do que 4 metros de comprimento, algo super importante e que é considerado fundamental para que não se aplique impostos tão altos na Índia e que possa ter um valor de mercado final ainda mais competitivo.

As linhas levarão o visual do modelo C3 de nova geração, e o centro de produção terá uma sede constituída dentro da própria cidade.

Três tipos de motorização são aguardadas para o modelo, sendo eles:

Motor 1.2 a gasolina disponíveis em duas versões, uma aspirada em 84 cavalos de potência máxima e turbo de 112 cavalos de potência máxima, além de um motor 1.5 turbodiesel.

O câmbio oferecerá a opção de ser manual de até 6 marchas ou também ficará a disposição um composto por câmbio automático. 

A Citroen já disponibiliza um modelo compacto para o seu público, é o modelo C4 Cactus.

Com seu lançamento realizado no último trimestre do ano passado, vem a cada dia ganhando espaço.

Os valores que estão disponíveis para compra do modelo C4 Cactus com motor 1.6 de 122 cavalos de potência máxima, são de R$ 69.970 composto de câmbio manual e valor de R$ 81.980 para o modelo automático.

As versões em THP, compostas do motor 1.6 turbo de 173 cavalos de potência máxima junto ao câmbio automático de seis marchas, tem seus valores iniciais a partir de R$ 95.480.

 

 

 

 

 

 

 

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here