Mclaren 600LT e 720S chegam ao Brasil com valores de R$ 2,8 mi e R$ 3,4 mi.

Novos modelos Mclaren farão em média de 0 a 100 km/h em impressionantes 2,9 segundos. 

Com valores iniciais que giram a casa dos R$ 2,7 milhões, o novo modelo Mc laren 600LT que quer dizer Longtail que traduzido para o português quer dizer cauda longa, demonstrando os modelos mais bem preparados para correr em circuitos, porém toda a tecnologia encontrada dentro da Fórmula 1, serão trazidas para os carros de rua. 

Uma das empresas mais conceituadas no que diz respeito a produzir super máquinas, dessa vez a McLaren foi mais além e segue com sua repleta agenda de lançamentos. E como não poderia ser diferente, a bola da vez agora são os modelos Mclaren 600LT e 720S, classificados pela companhia inglesa como o mais ágeis, imponentes e totalmente focados para as pistas entre todos os modelos McLarens esportivos.

Com valores iniciais que giram a casa dos R$ 2,7 milhões, o novo modelo Mc laren 600LT que quer dizer Longtail que traduzido para o português quer dizer cauda longa, demonstrando os modelos mais bem preparados para correr em circuitos, porém toda a tecnologia encontrada dentro da Fórmula 1, serão trazidas para os carros de rua. 

O modelo poderá ser totalmente customizado pelo cliente como cores ou também adesivos, e sofrerão alterações nos valores segundo os compradores escolherem o que irão querer realizar na customização do veículo. 

O modelo possui um interior bastante arrojado com bancos em couro marrom escuro e painel preto, itens esses que poderão ser também customizados.

Totalmente inspirado no modelo icônico seu antecessor 675LT apresentando por base o 570S Coupé.

Mas segundo informações oficiais da marca, cerca de um quarto dos componentes foram altamente modificados.

Um deles diz respeito ao peso sendo reduzido em 95 kg fazendo uso do extenso fibra de carbono, chegando a pesar 1.247 kg em sua versão mais completa.

O modelo 600LT é capaz de produzir até 100 kg a mais de pressão aerodinâmica em relação ao modelo Coupé 570S, devido a causa da traseira que mede 7,5 cm a mais.

Da mesma maneira que toda a gama inglesa, o Mclaren 600LT permanece levando consigo a receita clássica dos cupês de alta performance.

Contendo um motor central traseiro 3.8 V8 biturbo projetado totalmente sobre o eixo e após os bancos traseiros, o modelo possui uma força equivalente a 600 cavalos de potência e um torque de 63,2 kgfm.

Muito diferente do modelo McLaren Senna, que ainda carrega o titulo de carro mais extremo da marca, o modelo 600LT não terá uma numeração marcada. 

Por falar em McLaren Senna que leva o nome em homenagem ao grande piloto brasileiro, o super modelo esportivo consegue atingir seus 340 km/h em cerca de apenas 6,5 segundos numa aceleração de 0 a 200 km/h. 

Os 500 modelos Senna já foram comercializados, sendo que 6 modelos pertencem a brasileiros. 

Mas sabe-se que a sua produção sera limitada e seu prazo de entrega ira variar em certas ocasiões, mediante informações passadas pelo gerente geral da McLaren Bruno Bonifácio.

Serão aproximadamente 5 a 6 meses para a compra e a entrega, além do mais o gerente conclui que os valores poderão sofrer algumas variações.

Bruno ainda afirma que a montadora prepara ainda outros novos lançamentos para esse ano de 2019, sendo que um deles é o modelo McLaren GT já para esse segundo semestre, e ainda mais quatro unidades do modelo Senna.

Já o modelo 720S que quer dizer spider, oferece o ar de presença com um visual considerado mais agressivo. 

Composto de faróis e lanternas em estilo LED, pneus p-zero 245/35 ZR19 baixo, dando a sensação ainda maior a quem dirige de maior esportividade. 

O modelo que possui uma unidade já para ser entregue, tem a sua chegada prevista no Brasil em breve e custará cerca de R$ 3.450 milhões.

O 720S Spider teve propositalmente as suas dimensões reduzidas e foi projetado com um motor central traseiro para que se tenha maior proveito e uma excelente dinâmica nas pistas.

Composto de um motor V8 biturbo de 4.0 litros que é capaz de proporcionar uma potência máxima de até 725 cavalos e 770Nm de torque máximo.

O modelo consegue alcançar 100km/h também em apenas 2,9 segundos. 

Tanto o 600LT quanto o 720S, são produzidos na cidade de Woking na Inglaterra, local este onde a montadora teve a sua inauguração no ano de 2010.

O modelo 702S possui teto rígido em formato retrátil, feito de material fibra de carbono, informações apontam que o teto elétrico possui o sistema de operação mais rápido entre todo os considerados supercarros.

A McLaren afirma que ele pode abrir ou também fechar em apenas 12 segundos em velocidades de até 51 km/h.

Em determinados países da Europa, o modelo 720S já poderá ser adquirido e suas primeiras unidades serão entregues em março de 2020 e custarão cerca de 237 mil euros, quase R$ 1,18 milhão no Reino Unido.

O modelo pode atingir velocidades máximas de até 342 km/h com o seu teto fechado e alcançar até 325 km/h com o teto totalmente recolhido.

Equipado com um motor 4.0 V8 biturbo, poderá atingir até 720 cavalos de potência máxima e 78,4 mkgf de torque.

Segundo informações oficiais do presidente da McLaren Brasianl Henry Visconde, a montadora esta em um período de grande crescente e expansão no Brasil, sendo que com apenas dois anos de atividade em território nacional, já foram emplacados cerca de 31 carros, sendo 13 apenas nesse ano de 2019.

 

 

 

 

 

 

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here