Recentemente, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) do Paraná ganhou um reforço para patrulhar as estradas: um Dodge Challenger R/T, equipado com um motor V8 de 5.7 litros, 377 cv e 55,4 mkgf de torque.

O veículo havia sido confiscado em 2017 em uma operação contra o tráfico de drogas e foi liberado à PRF pela Justiça Federal de Umuarama. O esportivo fará a vigilância da fronteira entre Brasil e Paraguai, em Foz do Iguaçu.

Mas essa não foi a primeira vez que veículos de luxo são incorporados a frota policial aqui no Brasil. Conheça mais modelos que passaram a vestir farda.

A Polícia Militar de Balneário Camboriú (SC) talvez seja a mais sortuda de todas. No ano passado, a cidade ganhou um Chevrolet Camaro ano 2012, que foi apreendido em 2013 com uma quadrilha. O Camaro sempre foi comercializado no Brasil na versão SS, com motor V8 de 6,2 litros com 406 cv e 56,7 mkgf.

Neste ano, outros dois veículos chegaram para a frota: um Porsche Cayenne GTS de penúltima geração, e um Mercedes-Benz E 63.

O SUV da Porsche é avaliado em mais de R$ 300 mil e chegou a ir para leilão duas vezes, mas não houve comprador e por isso foi colocado a disposição da PM-SC. Ele utiliza um motor V6 3.6 biturbo de 440 cv e 61,2 mkgf.

Já o E 63 foi destinado à Polícia Militar Rodoviária. Não há imagens ou informações adicionais sobre o ano/modelo.

A manutenção desses dois veículos será de responsabilidade de empresários da cidade. Ambos os modelos pertenciam a um traficante de Goiás, que foi preso em Balneário Camboriú em fevereiro de 2018.

Esse não é o único Mercedes usado pela polícia no país. Um CLS 500, ano 2009, blindado, que foi apreendido com um traficante no estado do Rio Grande do Sul, passou a patrulhar com a Polícia Civil as ruas de Porto Alegre. Sob o seu capô está um V8 5.5 turbo com 388 cv e 53 mkgf.

Além dele, outro modelo de luxo foi doado a Polícia Civil, mas neste caso para a do Rio Grande do Sul. Um Chevrolet Camaro foi pego em uma operação contra uma rede de estelionatários, em Passo Fundo (RS), e começou a ser usado pela corporação em junho deste ano.

Assim como o exemplar que está a disposição da PM-SC, o esportivo é avaliado em cerca de R$ 130 mil, usa propulsor V8 naturalmente aspirado e teve o uso autorizado pela Justiça.

Ainda no Rio Grande do Sul, mais três veículos de luxo apreendidos foram destinados ao policiamento do estado. Todos eles são BMW e atuarão nas rondas ostensivas dos municípios da região do Vale do Rio dos Sinos.

As viaturas de luxo ainda não estão regularizadas para circular, mas já vazaram imagens de um X6 XDrive 35i, ano/modelo 2008/2009, caracterizado como Brigada Militar.

O veículo, empurrado por um 6-cilindros em linha de 306 cv e 40,8 mkgf, tem placa original de Estância Velha e foi apreendido em uma ação da Brigada. Depois da apreensão, a Justiça liberou a doação do SUV para a corporação.

 

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here