Para ajudar os candidatos prestes a passar pelo teste de direção, o próprio Detran.SP, por meio de transmissões ao vivo, vem fornecendo dicas para os futuros condutores.

Em uma dessas lives, a convidada foi a psicóloga clínica Mariângela Savoia, do Programa de Ansiedade do Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas. Ela respondeu dúvidas dos internautas e deu várias dicas práticas para dominar a ansiedade na hora do exame e também depois, quando o motorista está habilitado e encara o trânsito.

Veja as principais dicas da profissional:

O que fazer para combater a ansiedade antes da prova prática?

“A ansiedade depende muito da expectativa da pessoa em relação à prova. Todos têm certo grau de ansiedade para fazer essa ou outra prova. É importante aceitar que não é como assistir a um filme comendo pipoca. Ou seja, é normal ficar um pouco nervoso. Uma dica é fazer alguns exercícios de respiração diafragmática e mentalizar cenas tranquilas.”

Há algum alimento específico para ajudar a relaxar?

“A recomendação é fazer uma alimentação leve. Nem pense em comer uma feijoada antes da prova. Não vai dar certo.”

Como dormir bem no dia anterior à prova?

“A dica é descansar e praticar atividades relaxantes no dia anterior. Atividades físicas leves podem ajudar. Meditação também. Exercícios muito intensos não são indicados, pois provocam estresse. E evite medicamentos com os quais não está acostumado.”

Como lidar com histórias negativas de outros candidatos?

“A tensão da espera e ouvir histórias de outros candidatos fazem parte do pacote. A dica é ter foco e esquecer o resto na hora em que entrar no carro. O melhor é não pensar no antes e no depois. É preciso prestar atenção, concentrar-se no presente, tentar deixar o que é do outro para o outro.”

Como colocar em prática o que aprendeu na hora da baliza?

“A baliza é um pesadelo comum na hora da prova prática. Fique atento à baliza, aos cavaletes e se preocupe em seguir as orientações do instrutor. A respiração diafragmática ajuda muito nesses momentos. É preciso contar dois para inspirar e quatro para expirar.”

Já fiz mais de 30 aulas extras e ainda não passei. O que eu faço?

“Esse é um caso em que é preciso avaliar o que a pessoa está errando. É o circuito, é a baliza? Ver o que passa na cabeça, qual é o medo e enfrentar. Às vezes, a indicação é fazer um treino específico para a fobia de dirigir.”

Há diferença entre o medo e a fobia?

“Sim, há diferença. O medo todo mundo tem ao longo da vida e ele faz com que nos preparemos para lidar com o perigo, com as dificuldades. Temer um animal feroz, por exemplo, é diferente de ter fobia de um gato. Sobre não passar na prova de direção prática, é normal ficar apreensivo. Mas isso passa a ser um problema na medida em que provoca um travamento.”

Como lidar com o pânico de dirigir mesmo após passar na prova?

“O pânico de dirigir tem várias vertentes. Há quem tenha medo de se perder, de atrapalhar o trânsito, de não conseguir dirigir entre os carros. Normalmente, o treino ocorre com alguém ao lado, mas, de repente, você está só. Existem programas específicos para a fobia de dirigir, baseados no aumento gradativo das dificuldades. Tive uma paciente que precisou superar o medo de subir a ladeira da alameda Ministro Rocha Azevedo, nos Jardins, em São Paulo. Foi o último degrau dela. É como uma escada. Outra paciente dava voltas no quarteirão enquanto a terapeuta esperava e, dia a dia, ficou mais segura.”

Como lidar com o medo específico de dirigir na estrada?

“Em geral, a estrada está ligada à velocidade. A dica é treinar com alguém que inspire confiança e pegar rodovias mais tranquilas. Mas a companhia não pode ser aquela pessoa tensa, que fica orientando a todo instante. Muitos têm dificuldades para dirigir justamente por causa de pessoas que exageram nas críticas.”

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here